Grupos de Trabalho

RESUMOS APROVADOS

Clique nos links abaixo para saber a ordem e programação de apresentação de trabalhos:

GT 01

GT 02

GT 03

GT  04

GT 05

GT 01 – Etnologia Indígena

Coordenador: Maria Inês Smiljanic Borges (PPGA/UFPR) e Pedro Henrique Ribas Fortes (Doutorando- PPGA/UFPR)

Debatedor: Paulo Roberto Homem de Góes – (IFPR-Paranaguá | Doutorando- PPGA/UFPR)

O objetivo deste GT é reunir pesquisas etnológicas recentes e em andamento, desenvolvidas por alunos em diversos graus de formação, com o intuito de possibilitar o compartilhamento de registros etnográficos atuais dos povos ameríndios, estimular a debate sobre as abordagens teóricas, bem como discutir os desdobramentos dos projetos de pesquisa no plano da inserção social e institucional do trabalho da/o antropóloga/o. Serão bem-vindas propostas que visem a discussão de diferentes aspectos das cosmologias ameríndias; do ativismo indígena, de políticas públicas voltadas para populações indígenas; do indigenismo, aqui compreendido como o campo político das relações entre brasileiros e índios que resulta num complexo ideológico que permeia as diferentes agências que visam a incorporação dos povos indígenas ao estado-nação (Ramos 1998). O GT funcionará a partir das apresentações individuais dos participantes e contará com os comentários dos coordenadores e debatedores.

GT 02 – Antropologia dos Objetos, Patrimônios e Museus

Coordenadora: Edilene Coffaci de Lima (PPGA/UFPR)

Debatedora: Márcia Rosato (MAE/UFPR)

Nas últimas décadas renovou-se o interesse da Antropologia por temas relativos ao Patrimônio e aos museus. Na esteira desses novos desenvolvimentos, esse GT busca reunir trabalhos dedicados a pensar sobre os acervos etnográficos, sobre a constituição e os significados dos objetos na vida social, sobre patrimônio material e imaterial, sobre educação patrimonial e museológica, sobre experiências inovadoras em museus, sobre a relação entre objetos e memória e sobre políticas públicas voltadas à proteção do Patrimônio. Assim, o objetivo de nosso GT é constituir um espaço para interlocução entre pesquisadores dedicados a tratar etnograficamente de experiências que tenham como foco as dimensões sociais e políticas, entre outras, das manifestações culturais oficialmente patrimonializadas ou não.

GT 03 – Direitos e Políticas: perspectivas etnográficas

Coordenadora: Tiemi Kayamori Lobato da Costa (Doutoranda-PPGA/UFPR)

Debatedora: Ciméa B. Bevilaqua (PPGA/UFPR)

Evitando assumir predefinições de política e de direito, e atentando para a diversidade de suas composições, qualidades e conjugações práticas, tanto quanto de seus efeitos, este grupo de trabalho busca reunir pesquisas que tematizem direitos e políticas em diferentes universos etnográficos. Serão bem-vindos trabalhos que descrevam modos específicos de fazer políticas e de fazer direitos, por exemplo: formas diversas de organização e mobilização coletiva, experiências de conflitos, dinâmicas institucionais estatais e não-estatais, processos eleitorais, elaboração e implementação de políticas públicas, direitos vinculados ou não à normatividade legal, assim como processos e decisões judiciais. Também serão acolhidos trabalhos que reflitam, com base na experiência de suas/seus autoras/es, sobre as condições da própria pesquisa etnográfica e da elaboração teórica acerca dessas temáticas.

GT 04 – Territorialidades e Fronteiras

Coordenadores: Lorenzo Macagno (PPGA/UFPR) e Victor Castillo de Macedo (PPGA/MN/UFRJ)

Debatedor: Hector Rolando Guerra Hernández (PPGHIS/UFPR)

Este GT convoca trabalhos que desenvolvam pesquisas etnográficas e/ou reflexões teóricas sobre as dinâmicas territoriais e de fronteiras. O binômio “território/fronteira” engloba, também, várias outras problemáticas, a saber: dinâmicas migratórias, identidades étnicas, movimentos diaspóricos, de refugiados, bem como uma série de disputas materiais e simbólicas em escala regional, nacional e global. Serão bem-vindos trabalhos que discutam estas questões a partir da perspectiva dos atores e das suas experiências. O GT está aberto, também, a discussões teóricas e bibliográficas que permitam iluminar os diversos aspectos das temáticas mencionadas e suas respectivas interfaces.

GT 05 – Antropologia e Mídias Digitais

Coordenadores: Paulo Guérios (PPGA/UFPR) e Eva Lenita Scheliga (PPGA/UFPR)

Debatedor:  A definir.

Este GT pretende discutir trabalhos que versem sobre diferentes mídias digitais (televisão, computador, celular, etc.), considerando seus efeitos em transformações culturais contemporâneas e suas implicações para a pesquisa antropológica. Deste modo, serão acolhidos trabalhos que tratem dos usos da Internet por diferentes grupos sociais, das interações e formas de sociabilidade em redes sociais e ambientes virtuais, como os videogames em rede, a exposição do indivíduo nas redes sociais, as “comunidades” virtuais criadas por determinados grupos sociais para tratar de assuntos específicos, entre outros. Por outro lado, a disseminação das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) tem gerado transformações nos métodos de pesquisa da disciplina. Tradicionalmente, a pesquisa antropológica implicava na necessidade de deslocamento do antropólogo até o local onde vivem seus interlocutores. Atualmente, várias pesquisas antropológicas têm sido feitas em ambientes virtuais ou não presenciais, colocando em pauta o conceito de etnografia virtual como forma de abordar aspectos relacionados aos ambientes em que se realizam as investigações. Assim, serão bem vindos trabalhos que construam reflexões críticas sobre a metodologia de pesquisa aplicada a esta área.